quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Como NÃO terminar uma história...

No terceiro bimestre eu li As Crônicas de Nárnia, o livro menos chato do ano, na verdade, eu nem li inteiro, parei no oitavo capitulo, alguma coisa assim. Hoje a professora chegou na sala linda e sorridente (o que a maioria estranhou) e anunciou o teste sobre As Crônicas de Nárnia.
Claro que a maioria aceitou a prova surpresa, mas os revoltados se oporam e a professora insistiu que quinta-feira tinha escrito no quadro que ia ter prova sobre Nárnia hoje (Qual é? Quem lê o quadro quinta-feira?), entretanto, ninguém se ferrou já que o "teste" era escrever uma história com base em o leão, a feiticeira e o guarda-roupa.
Eu me dei super bem porque estava super inspirada e mergulhei na minha hipótese de uma prima e um primo descobrirem um cuco mágico, mas quando o sinal tocou e eu entrei no carro com a minha amiga, ela pediu para mim contar a história que eu escrevi (ela já tinha lido metade e eu não tinha acabado de escrever a história), eu comecei a contar e ela deu risada! Passamos o resto da viagem discutindo sobre o final mais adequado para a minha história.


# TIPO 1 - FINAL EXPLOSIVO

Nunca termine uma história com "...e tudo explodiu!" é ridículo, infantil e decepcionante. Eu e a Nicolle (minha amiga) cogitamos esta possibilidade, e acredite, não seria legal se o cuco fosse uma bomba relógio.


# TIPO 2 - FINAL SANGUINÁRIO

Eu e a Nick não pensamos nesta possibilidade mas não tem nada pior do que um final com guerra, sangue, mortes, etc. Há não ser que você seja masoquista, daí é outra história (?)




# TIPO 3 - FINAL GAY

Nós também não pensamos nesta possibilidade, mas, ninguém atura aqueles finais que o mocinho acaba gay e larga a moçinha pra casar com o vilão. Ui!





# TIPO 4 - FINAL EPIDEMICO

Esse é aquele final básico, todo mundo fica doente e morre no final, isso também não dá pra aguentar. Qual é?! Deixa o seu personagem-infantil-explosivo- sanguinário-gay ser feliz e saudável. Garanto que é a melhor opção.


Momento poético: Não se importe com o começo, apenas arrase no fim. Ah, humilhei (???) e não se esqueçam, ponha o amendoim no buraco no amendoim! (Eu, a patroa e as crianças, OE!)

5 comentários:

Lucas disse...

KKKKKKKKKK' morri com os finais, rs.
e o pior é a sua frase no final, super humilhante , coé. -Q
Enfim, vou seguir aqui rs, e espero que você siga (bem caminhoneiro) a gente também *-*
Beijos :*
http://ograndeguardachuva.blogspot.com

alvaro, oliveira. disse...

oiq- ?
JAIUSJIAOSJIAOSJIA '
euri*
mas ri mais com o final. (ponha o amendoin no buraco do amendoin -euviesseepisódio*)

to seguindo aqui (:
valeu por ir e comentar no meu blog.
segue o meu também?

=*

Anna C. disse...

nunca sei como terminar uma historia x_x'
OPKSPODKPOSKDPOSKPODSOP -
mas eu ri das hipoteses \o/
to seguindo (:

Tay'' disse...

adoreii *-* //too seguindoo

Tayane Scott disse...

Se eu tivesse lido começo acho que poderia ter escolhido um final, assim fica dificil opinar, mas confesso que morri de rir com eles. Muito bom.